Nome: Bruno Greco
Cargo: Produtor
Edição: 2020
Cidade: Belo Horizonte
Estado: Minas Gerais

Bruno Greco é produtor, pesquisador de cinema e programador de mostras e cineclubes, tem formação em Cinema e Audiovisual pelo Centro Universitário UNA e pela Escola Livre de Cinema. Cursou o Workshop Fémis de Produção Criativa, organizado pelo Projeto Paradiso, em parceria com a escola La Fémis (França), e ministrado pela produtora Juliette Grandmont. Trabalhou em vários curtas-metragens e no longa-metragem “Velhoeste” (inédito), dirigido por Thiago Taves Sobreiro e produzido pela Cento e Oito Filmes. Foi o Produtor do curta “Looping” (2019), dirigido por Maick Hannder, e o Produtor Executivo do curta “Super Estrela Prateada” (2018), dirigido por Leonardo Branco. Ambos circularam e ganharam prêmios em dezenas de festivais pelo Brasil como: Janela Internacional de Cinema de Recife, Curta Cinema, Mostra de Cinema de Tiradentes e Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. Foi Pesquisador do “Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados” (2018), vencedor do prêmio de melhor curta no 51º Festival de Brasília, selecionado para o 40º Festival des 3 Continents, na França, e exibido em mais de 20 festivais nacionais. Seu projeto de curta-metragem “Mãe de Ouro”, dirigido por Maick Hannder, foi contemplado na edição 2019 do edital BH nas Telas. Tempestade Ninja, seu primeiro longa-metragem como produtor, dirigido por Higor Gomes e em fase de desenvolvimento de roteiro, foi premiado durante o10th Brasil CineMundi – International Coproduction Meeting, e foi selecionado para integrar a Incubadora Paradiso. Recebeu também o prêmio de Melhor Pitching no Kinoforum Labs, durante o 29º Festival Internacional de Curtas de São Paulo. Foi um dos fundadores do cineclube Cine Fronteira, vencedor em 2016 do Prêmio Exibe Minas. É sócio-fundador da produtora Ponta de Anzol Filmes.

Bruno Greco recebeu a Bolsa Paradiso para participar do Campus Málaga Talents.